Pages Navigation Menu

SEM TEMER E A CONSTITUIÇÃO

Recife, 18 de maio de 2017

O governo Temer acabou. Depois das denúncias gravadas de tentativa de obstrução da justiça, Michel Temer não tem mais condições morais e políticas para continuar governando o Brasil. Ele faria um grande bem ao país se renunciasse imediatamente ao mandato para evitar que se alongue a crise de governabilidade que se abre com desmoralização do chefe de Estado. O Brasil vai viver agora tempos delicados de incerteza e de instabilidade política com prováveis desdobramentos econômicos. Lamentável que esta crise ocorra quando a economia mostrava sinais claros de estabilidade e recuperação e quando avançavam as negociações para aprovação de reformas importantes para o futuro do Brasil.

A gravidade da crise pode, contudo, despertar as lideranças políticas sérias e responsáveis para um entendimento político que evite rupturas institucionais e acelerem uma saída rápida da dramática situação. Qualquer solução do impasse aberto com a renúncia do presidente deve respeitar totalmente a Constituição e as regras de sucessão no caso de vacância do cargo de presidente da República. Esta deve ser base para o entendimento que passa pela posse imediata do presidente da Câmara de Deputados e convocação de eleição do novo presidente através de eleição indireta pelo Congresso Nacional. O entendimento político das lideranças políticas sérias e responsáveis deve convergir para a eleição de um presidente que esteja acima de qualquer suspeita e, além disso, mereça a confiança e o respeito das grandes forças políticas do Brasil, aceito pelos grandes partidos no Congresso, contribuindo, desta forma, para desmontar a radical e quase fanática polarização política do Brasil.

Finalmente, o acordo político para a transição institucional que prepare o Brasil para as eleições de 2018, deve apoiar a manutenção da equipe e da política macroeconômica, a continuidade ao ajuste das contas públicas e o processo de negociação das reformas estruturais tão importantes para criar as condições necessárias à retomada da economia e dos empregos que os brasileiros tanto precisam.

EXIGIMOS A RENÚNCIA DO PRESIDENTE TEMER
DEFENDEMOS O RESPEITO À CONSTITUIÇÃO
APELAMOS PARA UM ENTENDIMENTO POLÍTICO PARA NEGOCIAR A SAÍDA DEMOCRÁTICA E CONSTITUCIONAL DA CRISE.

Assinam:

Aécio Gomes de Matos

Afrânio Tavares

Alcides Pires

Clemente Rosas

Fortunato Russo

Francisco de Assis da Rocha Filho

Gilvan Dias

Gustavo Gesteira

João Rego

Jorge Jatobá

Jorge Zaverucha

José Arlindo Soares

José Cláudio Oliveira

Luiz Rangel

Márcia G. Alcoforado

Pedro Sérgio

Plínio Augusto Duque

Sérgio C. Buarque

Tarcísio Patrício

Movimento Ética e Democracia
www.etica-democracia.org